Perfil HC 2014 – pt.1

hc_perfil

7 times terão novos HEAD COACHs para a temporada 2014.

3 deles da AFC e 4 da NFC.

Hoje e amanhã vamos mostrá-los. Começarei com a NFC. 

 

Detroit Lions

Jim Caldwell

 

Idade : 59 anos
Carreira como jogador : atuou como Cornerback na Universidade Iowa
Record pelos Colts: 26 Vitórias e 22 Derrotas, 2 idas aos PLAYOFFs, disputando o Super Bowl XLIV, perdido para o New Orleans Saints

Será a 2ª oportunidade de Caldwell para se firmar como HEAD COACH na NFL. Primeiro, ele substituiu Tony Dungy no Indianapolis Colts, quando este se aposentou.

Caldwell fizera parte da comissão técnica dos Colts por um bom tempo, como treinador de Quarterbacks, onde ajudou no amadurecimento de Peyton Manning (QB agora nos Broncos).

Nos 3 anos comandando os Colts chegaram ao SUPER BOWL uma vez, mas também esteve à frente na terrível temporada quando Manning se contundiu, e foi demitido numa total reformulação da organização.

Ele então se juntou à comissão técnica do Baltimore Ravens, e acabou no cargo de coordenador ofensivo durante o campeonato 2012. Teve papel importante na campanha do título, revitalizando o jogo de corridas.

Ano passado seu ataque não funcionou bem, depois de perder várias peças importantes na OFFSEASON.

Essa nova oportunidade veio após sugestão de seu “mestre” Tony Dungy à direção dos Lions. Seu principal desafio será restabelecer a disciplina no elenco, e consolidar Matthew Stafford como um dos principais Quarterbacks da liga.

caldwell lions

 

Minnesota Vikings

Mike Zimmer

 

Idade : 57 anos
Carreira como jogador : atuou como Linebacker na pequena Universidade Illinois St
1ª vez como HEAD COACH

Coordenador defensivo por muitos anos (mais recente em Cincinnati), Zimmer finalmente conquistou um cargo de HEAD COACH.

Suas defesas são conhecidas pela agressividade em BLITZES e preferência por Linebackers velozes dentro do esquema 4 x 3.

Ele é visto como um treinador avesso a intrigas, mais direto nas respostas e opiniões. Seus atletas sempre o elogiam bastante.

Zimmer trouxe para Minnesota Norv Turner para o cargo de coordenador ofensivo. O experiente treinador, ex HEAD COACH de vários times terá a missão de identificar e desenvolver uma alternativa de Quarterback para a equipe.

zimmer vikings

 

Tampa Bay Buccaneers

Lovie Smith

 

Idade : 55 anos
Carreira como jogador : atuou como Linebacker na Universidade Tulsa
Record pelos Bears: 81 Vitórias e 63 Derrotas, 3 idas aos PLAYOFFs, disputando o Super Bowl XLI, perdido para o Indianapolis Colts

Respeitado por todos na liga, Lovie Smith retorna a Tampa, onde treinou os Linebackers na década de 90 e ajudou a criar o sistema TAMPA-2.

HEAD COACH dos Bears entre 2004 e 2012, ele era o maior nome disponível no mercado. Talvez por isso os Buccaneers agiram tão rápido para contratá-lo.

Lovie traz imediata credibilidade para essa organização, necessário depois da conturbada administração Greg Schiano.

Ele herdará um elenco mais talentoso do que a campanha 2013 indica, precisando de poucas peças para colocar os Buccaneers como um candidato aos PLAYOFFs 2014.

Sua comissão técnica será experiente. Leslie Frazier (ex HC Vikings) assumiu como coordenador defensivo e Jeff Tedford (ex HC Universidade California) entra em cena como coordenador ofensivo. Em seu currículo está o desenvolvimento de diversos Quarterbacks que chegaram à NFL como potenciais craques, sendo Aaron Rodgers (Packers) o maior nome.

lovie bucs

 

Washington Redskins

Jay Gruden

 

Idade : 46 anos
Carreira como jogador : atuou como Quarterback na Universidade Louisville
1ª vez como HEAD COACH

Outro coordenador do Cincinnati Bengals a conquistar uma das vagas disponíveis de HEAD COACH dessa OFFSEASON, Jay Gruden tem no ataque sua especialidade.

Essa será sua oportunidade de sair da sombra do famoso irmão de Jon Gruden (ex HC dos Raiders e Buccaneers), com quem trabalhou em Tampa.

Ele tem 2 passagens atípicas em seu currículo como HEAD COACH. Durante 8 anos comandou o Orlando Predators, time de ARENA FOOTBALL onde venceu alguns títulos.

Entre 2009 e 2010 esteve a frente do Florida Tuskers, equipe que participava de uma liga alternativa à NFL.

Como coordenador ofensivo dos Bengals, seu ataque foi produtivo, mas não o suficiente para ter um maior sucesso nos PLAYOFFs.

Agora Jay Gruden terá pela frente uma situação explosiva. Em Washington ele precisará ser tão competente em questões do esporte, quanto administrando em fatores extra-campo. Em especial, no que se refere ao Quarterback Robert Griffin III, dono de condições especiais junto ao dono do time.

Uma decisão no mínimo curiosa foi a manutenção do coordenador defensivo Jim Haslett, membro da antiga comissão técnica, cuja defesa era bastante vulnerável.

Jay-Gruden-Redskins-Helmet

 

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 17 de fevereiro de 2014

    […] Continuamos no perfil dos novos treinadores com os times da AFC. Clique aqui para a parte 1. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *