Emocionante Monday Night Football com confronto da NFC South

MNF 11102016 Aguayo

Carolina Panthers e Tampa Bay Buccaneers entraram em campo com campanhas semelhantes, uma vitória e três derrotas na temporada. Pressionados pelo ótimo início do Atlanta Falcons – que conquistou o seu quarto triunfo em 5 partidas – e desfalcados ofensivamente de importantes peças – Cam Newton, Doug Martin – assistimos a um primeiro tempo pouco inspirado de ambos os lados.

O ótimo desempenho de Jacquizz Rodgers não foi o suficiente para os Buccs anotarem um touchdown nos dois primeiros quartos, muito em função das inúmeras faltas ofensivas cometidas. A equipe chegou inclusive a ter uma terceira para 1 – a seis jardas da end zone – convertida em terceira para 11, por conta dessas faltas. Mesmo assim, os Buccs saíram para o intervalo com uma vantagem de 6 a 0, que poderia ter sido ampliada caso Roberto Aguayo, que viria a se tornar o principal personagem do jogo, não errasse um field goal de apenas 33 jardas.

Rodgers esteve bem nos dois primeiros quartos e foi crucial no último.

Rodgers esteve bem nos dois primeiros quartos e foi crucial no último.

Com os desfalques de Cam Newton e Jonathan Stewart, os Panthers não conseguiram sequer pontuar nos dois primeiros quartos. Graham Gano chutou um field goal a 5 segundos do fim do segundo quarto e também errou.

Onde faltou inspiração nos dois primeiros quartos, sobrou emoção nos dois últimos! Cameron Artis-Payne sentiu um pouco de inveja do que Rodgers vinha fazendo em campo pelo adversário e resolveu fazer o mesmo por Carolina. O running back entrou de vez na partida e anotou o primeiro touchdown do jogo em uma quarta descida para o goal, virando a partida em 7 a 6 após o extra point.  A partir de então os Panthers pareciam querer dominar a partida e conseguiram um novo TD com Artis-Payne, abrindo vantagem de 8 pontos. Então a combinação Winston > Evans entrou em ação para um td de 26 jardas.

O jogo ficou empatado após a conversão de dois pontos, e os ataques pareciam querer ceder a vitória para o adversário. E a oportunidade de ficar muito perto dela veio para os Buccs com uma chance de field goal de 45 jardas, faltando pouco mais de 3 minutos para o jogo acabar. Roberto Aguayo, o kicker com os melhores números na história do college football, aquele mesmo que os Buccs fizeram várias trocas para o selecioná-lo no segundo round do draft, tinha a oportunidade de limpar o seu nome após errar 2 chutes em seus primeiros 4 jogos e ter errado um chute nesse jogo, errou novamente!

A chance estava com os Panthers, que não conseguiram evoluir no campo de jogo e devolveram a bola para os Buccaneers faltando 1:49 minutos para o fim do jogo. Foi então que Jameis Winston, com grande contribuição de Rodgers conseguiu marchar todo o campo e deixar Aguayo com a bola do jogo nos pés faltando 5 segundos para o término. Essa era uma oportunidade que geralmente não aparece na vida de um kicker. A chance de sua carreira terminar naquele chute era real, estava a 38 jardas, a mesma distância de ir do inferno ao céu. Foi então que Aguayo conseguiu manter a calma e acertar o chute que deu a vitória ao seu time. Vitória importantíssima para as pretensões dos Buccs, que agora tem 2 – 0 dentro da divisão.

Os Panthers talvez sejam a maior decepção nesse início de temporada. Certo que nessa partida não pôde contar com Cam Newton, mas a direção da equipe cometeu um erro que pode ter comprometido todo o seu esquema: a tentativa de refazer a secundária definitivamente não foi bem sucedida! A não renovação com Josh Norman pode ter um peso muito maior que do imaginávamos. Se considerarmos toda a equipe, talvez apenas Luke kuechly – que também está sofrendo com a nova secundária – e Greg Olsen, que neste MNF quebrou o seu recorde de jardas recebidas em um mesmo jogo somando 181, tem mantido o nível da última temporada.

Greg Olsen continua sendo o melhor alvo aéreo dos Panthers

Greg Olsen continua sendo o melhor alvo aéreo dos Panthers.

Se quiser estar lá nos playoffs, Ron Rivera terá que trabalhar duro com o seu time. Ainda há tempo!

 

Rafael Alves Rodrigues

Apaixonado por esportes americanos, tecnologia, Gestão de Projetos, Baltimore Ravens, Galo...

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *